, ,

Taxa de sobrevivência de implantes instalados em área de levantamento de seio maxilar em pacientes com fissura labiopalatinas


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Resumo
O objetivo deste estudo foi avaliar a taxa de sobrevivência de implantes instalados em
áreas previamente submetidas à cirurgia de levantamento de seio maxilar (LSM) em pacientes
com fissura labiopalatina do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade
de São Paulo (HRAC-USP). Uma busca eletrônica retrospectiva foi realizada em 60.000
prontuários de pacientes do HRAC de 1998 a 2007. Essa busca resultou em 58 pacientes (15
masculinos e 43 femininos, média de idade de 36 anos) que foram submetidos a procedimentos
cirúrgicos de enxerto ósseo no seio maxilar e tiveram implantes osseointegráveis instalados
nesta área, compreendendo 83 procedimentos de LSM e 161 implantes instalados (38 do sexo
masculino e 123 do feminino). As informações clínicas destes pacientes foram registradas em
prontuários com exames radiográficos. Foi tomada análise descritiva e as porcentagens de
sobrevivência e falha foram obtidas. Visava-se reduzir as falhas nas reabilitações de pacientes
edêntulos totais ou parciais e ganhar experiência nesta área. Como resultados, foi constatado
que técnicas de implantes imediatos mostraram taxa de sobrevivência de 94,94%, enquanto
a técnica cirúrgica de implantes em segunda instância apresentou taxa de sobrevivência de
93,9%. Baseados nos resultados obtidos e considerando os limites da metodologia deste estudo,
concluiu-se que o LSM é uma opção de tratamento excelente, desde que sua indicação
seja corretamente seguida.
Descritores: Implantação dentária, transplante ósseo, seio maxilar.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Taxa de sobrevivência de implantes instalados em área de levantamento de seio maxilar em pacientes com fissura labiopalatinas"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close