, ,

Condutas clínicas da contenção em ortodontia corretiva: revisão de literatura


R$56,00

  Perguntas e Respostas

A instabilidade pós-tratamento ortodôntico
costuma acompanhar todas as másoclusões
corrigidas, tanto no que se refere
à relação intra-arcos como inter-arcos,
contrariando os objetivos cultuados pelos
ortodontistas e almejados pelos leigos.
Dessa forma, a contenção e a estabilidade
pós-tratamento ortodôntico constituem-se
num dos maiores desafios enfrentados pelos
ortodontistas. Algumas linhas de pensamento
enfatizam que a forma do arco
inferior não deve ser expandida porque ela
compromete a estabilidade. Hoje em dia,
entretanto, sabe-se que a manutenção da
largura intercaninos original não garante a
estabilidade. No entanto, não se pode afirmar
que a sua manutenção, ou mesmo a
execução de pequenas alterações, garantirá
estabilidade após o período de contenção.
Deve-se sempre considerar a variabilidade
individual, o que torna difícil o clínico predizer
as conseqüências de um tratamento
que tenha sustentado categoricamente a
forma original do arco. Logo, o empenho
do ortodontista não se resume em tratar a
má oclusão, mas também garantir alguma
estabilidade para a oclusão tratada. Visto
ser este um dos assuntos mais controversos
da Ortodontia, o objetivo do presente trabalho
foi realizar uma revisão de literatura
sobre a contenção na Ortodontia.
Descritores: Contenção, Ortodontia, Ortodontia
Corretiva.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Condutas clínicas da contenção em ortodontia corretiva: revisão de literatura"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close