, ,

Avaliação da associação entre padrão facial e relação oclusal sagital em indivíduos com má oclusão de classe II, 1a divisão


R$56,00

  Perguntas e Respostas

O objetivo do presente estudo foi avaliar a correlação entre Padrão Facial e relação
sagital em indivíduos com má oclusão de Classe II, 1a divisão. A amostra foi composta de 30
indivíduos selecionados sem distinção de raça e gênero, no estágio de dentadura permanente. As
fotografias extraorais desses pacientes foram avaliadas por um grupo de examinadores composto
por três alunos do último ano do Curso de Especialização em Ortodontia da NOVAFAPI. Essa
avaliação foi realizada de forma subjetiva sem a utilização de nenhuma medida ou instrumento.
Todas as fotografias foram reavaliadas com intervalo de 15 dias entre a primeira e a segunda
avaliação e o grau de concordância foi determinado pela correlação de Spearman a 5%. Os resultados
evidenciaram que houve associação entre a relação sagital e o Padrão Facial, visto que
85% dos indivíduos apresentaram Padrão II, seguido pelo Padrão I (8,3%) e Padrão III (7,7%).
Foi observada uma alta concordância intra e interexaminador na determinação do Padrão Facial
e uma baixa concordância na identificação da composição morfológica. Nos indivíduos com
Padrão II, os agentes etiológicos mais frequentes foram: deficiência mandibular (51,04%), associação
entre deficiência mandibular e protrusão maxilar (25,54%) e protrusão maxilar (25,32%).
Descritores – Classe II, 1a divisão; Análise Facial; Padrão II.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Avaliação da associação entre padrão facial e relação oclusal sagital em indivíduos com má oclusão de classe II, 1a divisão"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close