, ,

Retratamento de Classe II esquelética com mini-implantes ortodônticos: relato de caso.


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Resumo
A perda de ancoragem caracteriza-se como uma grave falha de biomecânica ortodôntica, principalmente
em pacientes com discrepâncias esqueléticas severas. Como opção segura de movimentação
dentária sem efeito de forças indesejáveis, os mini-implantes ortodônticos demonstraram ser um
recurso de fácil instalação e grande previsibilidade. Portanto, este trabalho objetivou relatar um
caso de retratamento ortodôntico de uma paciente com Classe II esquelética sem possibilidade de
exodontias dos primeiros pré-molares superiores, realizadas no primeiro tratamento. Os espaços foram
fechados totalmente sem nenhum cuidado com a ancoragem ortodôntica, agravando a relação
dentária de Classe II e o perfil facial continuou bastante convexo. Dessa forma, após avaliação de
nova documentação ortodôntica, diagnóstico cefalométrico do caso e colagem de novo aparelho
ortodôntico da marca Abzil 3M, slot 0.022” com prescrição Padrão II Capelozza, foram utilizados
mini-implantes ortodônticos inicialmente instalados entre caninos superiores e pré-molares para
distalização dos molares e pré-molares. Esses mesmos mini-implantes foram depois reposicionados
entre primeiros molares e pré-molares para distalização de caninos e retração anterior. Associados
aos mini-implantes, foram utilizados cursores confeccionados com fio de aço 0.70” no lado direito
e esquerdo da arcada superior e elásticos em corrente para promover a movimentação dos dentes
superiores. Em menos de dois anos o caso foi concluído, restabelecendo uma oclusão satisfatória
com molares em Classe II e caninos em Classe I. O perfil facial ficou suavemente convexo, bastante
harmônico com a face da paciente. Foram utilizados placa de Hawley superior e contenção 3×3 na
arcada inferior para estabilização do caso.
Descritores: Má Oclusão de Angle Classe II, procedimentos de ancoragem ortodôntica, Ortodontia.
Abstract
The loss of anchorage is characterized as a serious failure of orthodontic biomechanics, especially in
patients with severe skeletal discrepancies. How safe option of moving teeth without undesirable
effect of forces, the orthodontic mini-implants have proven to be a feature easy installation and
great predictability. Therefore, this study aimed to report a case of orthodontic retreatment of a
patient with skeletal Class II without the possibility of tooth extraction of the first premolars, performed
the first treatment. The spaces were closed completely with no care for orthodontic anchorage,
exacerbating the Class II dental relationship, and the facial profile remained quite convex. Thus, after
evaluation of new orthodontic documentation, cephalometric diagnosis of the case and bonded a
1 Prof. de Ortodontia do Curso de Graduação em Odontologia da UESB, Ms. e Esp. em Ortodontia e Ortopedia Facial pela UNICAMP.
2 Prof. de Ortodontia do Curso de Graduação em Odontologia da UESB, Dr. e Ms. em Ortodontia pela UFRJ.
3Prof. de Ortodontia do Curso de Graduação em Odontologia da UESB, Drª. e Ms. em Ortodontia pela FOB-USP.
Correspondência com o autor: ricardoorto@gmail.com
Recebido para publicação: 16/05/12
Aceito para publicação: 20/07/2012

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Retratamento de Classe II esquelética com mini-implantes ortodônticos: relato de caso."

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close