, ,

Relação entre a perda de osso alveolar, a magnitude de força aplicada e o deslocamento inicial do dente – uma análise tridimensional pelo método dos elementos finitos


R$56,00

  Perguntas e Respostas

O presente estudo tem como objetivo investigar
as relações entre o movimento inicial de um
canino superior sob diferentes magnitudes de
forças aplicadas sobre o mesmo e em variados
níveis de perda óssea. Um modelo construído
baseado em Wheeler que consistia em 221.267
elementos e 40,180 nós foi analisado através do
método dos elementos Finitos. O deslocamento
dentário foi determinado inicialmente sem perda
óssea alveolar, depois com 2 mm de perda
e com 4 mm de perda óssea. Foram aplicadas
forças da ordem de 75 g, 100 g e 150 g em
direção à face distal do dente. O centro de rotação
e o centro de resistência do dente foram
localizados em diferentes estágios de perda alveolar
e de forças aplicadas. Os resultados mostraram
que a perda óssea afeta o padrão inicial
do movimento dentário. Grandes deslocamentos
da margem incisal foram observados. O ápice
radicular deslocou-se para o lado oposto da
direção da força. O centro de rotação e o centro
de resistência também se movimentaram em direção
ao ápice, acompanhando a perda óssea
alveolar e sua distância à crista alveolar ao mesmo
tempo diminuiu. Forças aplicadas durante
o tratamento ortodôntico em pacientes adultos
com perda óssea alveolar devem levar em conta
a altura do osso alveolar para se obter o movimento
dentário desejado com preservação da
qualidade periodontal.
Descritores: perda óssea, método do elemento
finito, movimento dentário.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Relação entre a perda de osso alveolar, a magnitude de força aplicada e o deslocamento inicial do dente – uma análise tridimensional pelo método dos elementos finitos"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close