, ,

Mini-implante como estratégia de tratamento para reabilitação protética temporária – relato de caso


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Vol. 10 – Número 40 – 2017 Relato de caso | Case report Página 77-87 Mini-implante como estratégia de tratamento para reabilitação protética temporária – relato de caso Mini-implant as treatment strategy for temporary prosthetic rehabilitation – case report Juliana Patrício de Lima Lopes1 Esdras de Campos França2 Henrique Pretti3 Leonardo Foresti Soares de Menezes4 Alexandre Fortes Drummond5 Resumo A avulsão de incisivos permanentes gera um problema estético e funcional para o paciente e seu manejo clínico representa um desafio na odontologia. O sucesso do tratamento depende de vários fatores como a idade do paciente, a quantidade e qualidade óssea da região edêntula, a discrepância óssea e o tipo de maloclusão encontrada. Ressalta-se a importância de minimizar efeitos colaterais nas unidades de ancoragem, garantindo ao mesmo tempo função e estética ao longo dos tratamentos ortodôntico e protético, requeridos na maioria dos casos. O objetivo desse artigo é apresentar através de um relato de caso a versatilidade dos mini-implantes na reabilitação temporária de incisivos permanentes em indivíduos em fase de crescimento e desenvolvimento facial. Um menino de 9 anos que apresentava relação de molar em Classe I e mesialização dos incisivos laterais, caninos e pré-molares superiores devido à ausência dos incisivos centrais superiores, que foram avulsionados, foi tratado. Ao final de 1 ano e 8 meses de tratamento, pôde-se estabelecer uma intercuspidação dentária aceitável e espaço adequado para confecção das coroas provisórias sobre os parafusos. O acompanhamento radiográfico foi realizado através de radiografias periapicais e panorâmicas. Na literatura,estudos mostram que os mini-implantes contribuem para a manutenção da quantidade e qualidade óssea do processo alveolar, reduzindo a necessidade de futuras cirurgias de enxerto antes da fixação dos implantes osseointegrados. Dessa forma, esse caso mostrou que a ancoragem esquelética com mini-implantes ortodônticos autoperfurantes auxilia na reabilitação de pacientes que ainda não possuem uma idade óssea suficiente para receberem implantes dentários osseointegrados. Descritores: Parafusos ósseos, densidade óssea, avulsão dentária. Abstract The avulsion of permanent incisors creates an esthetic and functional problem for the patient and its clinical management is a challenge in dentistry. Treatment success depends on several factors such as patient age, the quantity and quality of edentulous bone area, bone discrepancy and the type of malocclusion found. The importance of minimizing side effects in the anchoring units should be emphasized, while ensuring function and esthetics during the orthodontic and prosthetic treatment required in most cases. The aim of this paper is to present through a case report the versatility of mini-implants in the temporary rehabilitation of permanent incisors in individuals in the growth and facial development phase. A 9-yearold boy who had molar relationship in Class I and mesial movement of the lateral incisors, canines and premolars due to the absence of the elements 11 and 21, which were avulsed, was treated. After 1 year and 8 months of treatment, it was possible to establish an acceptable dental intercuspidation and enough space for the manufacturing of pontics on the screws. The radiographic monitoring was performed by periapical and panoramic radiographies. In literature studies show that the mini-implants contribute to the maintenance of bone quantity and quality of the alveolar process, reducing the need for future bone grafting surgeries before fixation of dental implants. So this case showed that the skeletal anchorage with selfdrilling orthodontic mini-implants helps in the rehabilitation of patients who lack sufficient bone age to receive osseointegrated dental implants. Descriptors: Bone screws, bone density, tooth avulsion. 1 Especialista em Ortodontia – UFMG, Ortodontista. 2 Especialista em Ortodontia – UFMG, Mestre em Odontologia – UFMG, Professor do Curso de Especialização – UFMG. 3 Mestre em Ortodontia – FOB/USP, Doutor em Odontologia – UFMG, Professor Adjunto do Departamento de Odontopediatria e Ortodontia – UFMG. 4 Mestre em Ortodontia – UFRJ, Professor Assistente do Departamento de Odontopediatria e Ortodontia – UFMG. 5 Mestre em Ortodontia – FOB/USP, Doutor em Odontologia – UFMG, Professor Associado do Departamento de Odontopediatria e Ortodontia – UFMG.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Mini-implante como estratégia de tratamento para reabilitação protética temporária – relato de caso"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close