, ,

Efeitos do aparelho reposicionador mandibular no tratamento da apneia obstrutiva do sono


R$56,00

  Perguntas e Respostas
Objetivou-se avaliar e quantificar, por meio de tomografias computadorizadas de feixe cônico (TCFC), as mudanças ocorridas na configuração anatômica da orofaringe de pacientes com Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) após a instalação de aparelho reposicionador mandibular, bem como avaliar se as possíveis alterações na faringe têm influência sobre os parâmetros polissonográficos de pacientes com SAOS. Foram triados dez pacientes com diagnóstico polissonográfico de SAOS leve/moderada. Medidas na via aérea superior foram realizadas a partir de imagens obtidas de TCFC antes da instalação do aparelho intraoral (AIO) (T1) e após atingir 85% do avanço mandibular máximo (T2). Nesses dois momentos também foram realizados os exames polissonográficos. Em relação às medidas de via aérea analisadas, houve alteração significativa apenas da região com mais constrição (p=0.019). Quanto aos valores polissonográficos, entre T1 e T2 houve uma diminuição significativa do índice de apneia e hipopneia (IAH) (p=0,000), elevação da saturação de oxiemoglobina média (p=0.005) e da saturação de oxiemoglobina mínima (p=0.010). Concluiu-se que o uso de aparelho intraoral de avanço mandibular não modificou significativamente a via aérea superior dos pacientes da amostra estudada, mas influenciou favoravelmente na melhora dos parâmetros polissonográficos.
Descritores: Apneia do sono tipo obstrutiva, orofaringe, tomografia computadorizada de feixe cônico.
Abstract
The aim of this study was to evaluate and quantify, by means of computed tomography cone beam (CBCT), changes in the anatomical configuration of the oropharynx of patients with Obstructive Sleep Apnea Syndrome (OSAS) after mandibular repositioning appliance installation and assess whether the possible changes in the pharynx influence polysomnographic parameters of patients with OSAS. Ten patients were screened with polysomnographic diagnosis of mild OSA/moderate. Measurement from upper airway was performed using CBCT images obtained before oral appliance (OA) installation (T1) and after reaching 85% of the maximum mandibular advancement (T2). Polysomnographic exams were also performed at these same stages. The analysis of airway measures indicated significant change just in the most constricted area (p=0.019). As for the polysomnographic values between T1 and T2, there was a significant decrease in apnea and hypopnea index (AHI) (p=0.000), an increase on mean oxyhemoglobin saturation (p=0.005), and on minimum oxyhemoglobin saturation (P=0010). It was concluded that the use of intraoral mandibular advancement device did not result on significant changes on patients’ upper airway. However it had a favorable influence on the improvement of polysomnographic parameters.
Descriptors: Obstructive sleep apnea, oropharynx, cone beam computed tomography.
1 Professor Associado, Doutor do Departamento de Clínica Odontológica – Disciplina de Odontologia – UFC.
2 Bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação Científica – UFC.
3 Mestre em Odontologia e Estomatopatologia – UFC.
4 Professora Adjunta, Doutora do Departamento de Clínica Odontológica – Disciplina de Clínica Integrada – UFC.
5 Professor Adjunto, Doutor do Departamento de Clínica Odontológica – Disciplina de Radiologia – UFC.
Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Efeitos do aparelho reposicionador mandibular no tratamento da apneia obstrutiva do sono"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close