, ,

Comparação da deformação e degradação de força entre elásticos látex e não látex – estudo in vitro


R$56,00

  Perguntas e Respostas

A Ortodontia, desde que surgiu como especialidade, faz uso de elásticos para correção
das más oclusões, sendo impossível imaginar um tratamento ortodôntico corretivo sem essa
ferramenta. O objetivo deste estudo foi testar a hipótese que elásticos 1/8”, 3/16”, 1/4”
e 5/16” não látex sofrem maior deformação e degradação que elásticos látex de mesmo
diâmetro. O modelo experimental foi constituído de placa de acrílico contendo bráquetes
ortodônticos e os elásticos foram inseridos no bráquete do canino e segundo pré-molar. O
diâmetro interno e a magnitude de força de cada elástico foram mensurados nos intervalos de
0, 24 horas, 72 horas e 504 horas. A amostra foi armazenada em saliva artificial em temperatura ambiente durante todo período de avaliação e os elásticos foram removidos e novamente
inseridos três vezes ao dia para simular as trocas realizadas pelo paciente. O diâmetro interno
e a magnitude de força entre os elásticos látex e não látex nos diferentes períodos experimentais foram comparados pela ANOVA de medidas repetidas e pelo pós-teste de Bonferroni. A
deformação dos elásticos de látex foi menor e mais uniforme do que os de não látex. Elásticos
não látex apresentaram maior degradação de força do que os de látex em todos os períodos.
Descritores: Resistência à tração, látex, Ortodontia Corretiva.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Comparação da deformação e degradação de força entre elásticos látex e não látex – estudo in vitro"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close