, ,

Capacidade de limpeza de diferentes soluções irrigantes após o preparo retrógado com diferentes pontas diamantadas: análise em MEV


R$56,00

  Perguntas e Respostas

O objetivo deste estudo foi avaliar por meio
da MEV a presença de smear layer após o preparo
cavitário apical utilizando diferentes tipos
de pontas diamantadas com ultrassom e diferentes
soluções irrigantes. Método: Cinquenta
e seis incisivos inferiores foram submetidos à
instrumentação e obturação, seguido de apicectomia
com broca Zekrya. As raízes foram
divididas em dois grupos: grupo 1 – preparo
retrógrado com a ponta final Satelec; grupo 2
– preparo retrógrado com ponta CVD. Após o
preparo retrógrado, os grupos 1 e 2 foram subdivididos
em quatro subgrupos: a) irrigação final
com EDTA líquido a 17%; b) irrigação final com
EDTA gel a 24%; c) irrigação final com ácido cítrico
a 50% com tetraciclina e d) irrigação final
com solução salina. As raízes foram clivadas e
as hemissecções foram examinadas através de
MEV e determinadas escores de 0 a 3 de acordo
com a presença de smear layer. Resultados:
Não foi observada diferença significativa entre
as pontas diamantadas com relação à presença
de smear layer. O ácido cítrico com tetraciclina
a 50% apresentou menor presença de smear
layer, estatisticamente significante da solução
salina, enquanto que não houve diferença estatística
entre as outras soluções. Conclusão: A
solução irrigadora final apresentou influência na
presença de smear layer.
Descritores: Endodontia, ultrassom, preparo
retrógrado, soluções irrigantes.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Capacidade de limpeza de diferentes soluções irrigantes após o preparo retrógado com diferentes pontas diamantadas: análise em MEV"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close