, ,

Avaliação funcional após uso de placa oclusal em pacientes com disfuncão temporomandibular


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Vol. 12 – Número 47 – 2021 CADERNO DE ODONTOLOGIA CLÍNICA Artigo original Página 107-111 Avaliação funcional após uso de placa oclusal em pacientes com disfuncão temporomandibular Cecilia Santos Galvão¹ Gustavo Augusto Seabra Barbosa¹ Erika Oliveira de Almeida¹ Resumo Este estudo objetivou avaliar a amplitude e o padrão de abertura bucal em pacientes tratados com placa oclusal após 1 e 3 meses de tratamento. Foram avaliados o padrão de abertura bucal, através do método métrico, e a amplitude de abertura bucal de 23 pacientes tratados com placa oclusal (PO; N= 23). Todos os pacientes foram diagnosticados com disfunção temporomandibular (DTM) de acordo com o eixo 1 do RDC/TMD (Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders). Os dados colhidos foram avaliados através do programa SPSS usando os testes Wilcoxon, Kruskal Wallis e Qui Quadrado Exato de Fisher. A PO apresentou desempenho satisfatório na variável padrão de abertura, mantendo o mesmo padrão do paciente ao longo do tempo de tratamento (P = 0.003). Na variável de amplitude máxima de abertura, a terapia apresentou melhora significativa de ganho de amplitude no tempo inicial e após um mês de terapia (P = 0.002), mantendo a amplitude até o terceiro mês, sem apresentar ganho significativo. Concluiu-se que a PO apresenta desempenho satisfatório para o tratamento de DTM quando analisados padrão de abertura e a média de amplitude máxima de abertura sem auxílio. Descritores: Síndrome da disfunção da articulação temporomandibular, oclusão dentária, placa dentária. ¹ Departamento de Odontologia – UFRN. DOI: 10.24077/2021;1247107111

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Avaliação funcional após uso de placa oclusal em pacientes com disfuncão temporomandibular"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close