, ,

Uso do laser em cruz como método auxiliar no diagnóstico e planejamento de tratamento de pacientes padrão III


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Vol. 13 – Número 52 – 2020

Relato de caso

Página 52-65
Uso do laser em cruz como método auxiliar no diagnóstico e planejamento de tratamento de pacientes padrão III

Giovanni Modesto Vieira¹
Eduardo Jacomino Franco²

Resumo
O posicionamento espacial do complexo crânio-maxilo-mandibular está relacionado com a posição natural da cabeça, que nem sempre é obtida facilmente, devido à compensação postural viciosa e inconsciente. O laser em cruz permite a fixação de certos parâmetros na face, que ensejam o posicionamento natural e adequado da cabeça, para a realização da telerradiografia lateral em conjunto com a análise facial. A severidade da discrepância esquelética do Padrão III é mascarada pelos tecidos moles, e é melhor averiguada e quantificada com o paciente em perfil sorrindo, em relação à vertical verdadeira e pode ser comparada com a análise cefalométrica. O tratamento dessa discrepância está diretamente ligado a sua severidade. Esse artigo tem como objetivo demonstrar a relevância do laser em cruz, como ferramenta auxiliar na análise da severidade facial de pacientes Padrão III. São apresentados três casos clínicos com diferentes severidades para o Padrão III e suas respectivas abordagens de tratamento.

Descritores: Lasers, má oclusão, extração dentária, cirurgia ortognática.

¹ Doutor em Ciências Médicas – UnB, Coordenador da Especialização em Ortodontia – ABCD-DF.
² Mestre em Ortodontia – FOB/USP, Coordenador da Especialização em Ortodontia – ABCD-DF.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Uso do laser em cruz como método auxiliar no diagnóstico e planejamento de tratamento de pacientes padrão III"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close