, ,

Tração reversa da maxila associada à disjunção palatal


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Vol. 6 – Número 23 – 2013 Relato de Caso / Case report Página 326-336 Tração reversa da maxila associada à disjunção palatal Maxillary protaction associated to palatal expansion Ademir Roberto Brunetto1 Daniel  Paludo Brunetto2 Resumo A tração anterior da maxila é parte do arsenal do ortodontista já há algum tempo no que se refere ao tratamento da má oclusão de Classe III de pacientes em crescimento. Paciente M.C. do sexo feminino, na época com 6 anos e 10 meses de idade, apresentou-se para tratamento ortodôntico. No exame extrabucal, apresentava sinais de hipoplasia de maxila: perfil côncavo e olheiras bem demarcadas. No exame intrabucal, possuía uma mordida cruzada anterior e posterior bilateral. A telerradiografia e o traçado cefalométrico confirmaram uma maxila retroposicionada (SNA=79º). Na radiografia panorâmica notava-se impacção do elemento 16 (em relação ao 55). Os objetivos do tratamento consistiram em aumentar a dimensão transversa da maxila para descruzar a mordida posterior e tracioná-la para uma posição mais anterior. A disjunção rápida da maxila associada à máscara facial de Petit foram utilizadas para alcançar estes objetivos. A mordida cruzada posterior bilateral foi corrigida completamente pela disjunção maxilar, assim como a posição da maxila foi melhorada pela força ortopédica anterior (SNA final=85º). A terapia teve de ser repetida aos 10 anos e 3 meses de idade. A terapia ortodôntica utilizada nesta paciente mostrou-se efetiva na correção da má oclusão inicial, além de mostrar-se estável após 33 meses de controle de contenção (após término da segunda fase do tratamento). Descritores: Má oclusão de Angle Classe III, disjunção palatal, tração reversa.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Tração reversa da maxila associada à disjunção palatal"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close