, ,

Reabsorção externa inflamatória após luxação intrusiva dentária – conduta clínica de tratamento tardio


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Vol. 12 – Número 45 – 2020 CADERNO DE ODONTOLOGIA CLÍNICA Relato de caso Página 113-117 Reabsorção externa inflamatória após luxação intrusiva dentária – conduta clínica de tratamento tardio Caroline Felipe Magalhães Girelli1 Thaís da Silva Alves2 Betina Maria de Lima Oliveira2 Mariane Floriano Lopes Santos Lacerda3 Carolina Oliveira de Lima4 Resumo A reabsorção radicular inflamatória externa (RREI) é uma das consequências da necrose pulpar causada pela luxação intrusiva (LI). O objetivo do trabalho foi relatar um caso clínico de LI associada à RREI, que foi submetida ao tratamento endodôntico tardio. A paciente compareceu ao consultório cinco meses após um trauma, com quadro clínico de luxação intrusiva do dente 21 associada à necrose pulpar, porém sem sintomatologia. Ao exame radiográfico, observou-se imagem compatível com RREI ao longo da superfície radicular. O plano de tratamento foi a realização do tratamento endodôntico com trocas de hidróxido de cálcio, que ocorreram mensalmente por 8 meses. Ao se observar a paralisação da RREI, realizou-se a obturação do canal radicular. Após proservação clínica e radiográfica por 5 anos, verificou-se involução dos danos causados pela atividade clástica decorrente do processo reabsortivo, caracterizando o sucesso da terapia instituída. Descritores: Traumatismo dentário, reabsorção da raiz, hidróxido de cálcio. 1 Esp., Me. e Doutoranda em Endodontia – PUCMinas. 2 Esp. em Endodontia – ABOGV. 3 Esp., Me. e Dra. em Endodontia- UFJF. 4 Esp., Me. e Doutoranda em Endodontia – UERJ.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Reabsorção externa inflamatória após luxação intrusiva dentária – conduta clínica de tratamento tardio"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close