, ,

Reabilitação de fratura complexa de mandíbula atrófica com placa tipo locking – relato de caso


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Resumo
A atrofia óssea devido a perdas dentárias ocasiona diminuição da altura e espessura do
reordo, tornando a mandíbula susceptível a fraturas. Pode-se considerar atrófica, quando a
altura óssea não ultrapassa 20 mm. Essas fraturas acometem principalmente a população
idosa, porque além da atrofia óssea subsequente ao edentulismo, a redução da vascularização
contribui para o enfraquecimento da mandíbula nos pacientes desse grupo etário. O tratamento
dessas fraturas permanece um desafio cirúrgico e não há consenso quanto à melhor
técnica de tratamento. Isso devido a fatores inerentes a essa patologia, a relativa raridade da
mesma, o que gera inexperiência dos cirurgiões e a escassez de informação sobre o tema na
literatura cirúrgica. O objetivo deste trabalho consiste em descrever um caso de tratamento de
fratura em mandíbula atrófica, no qual foi realizada a correção cirúrgica da fratura através da
técnica de redução aberta com acesso intrabucal que se estendeu da região retromolar direita
à mesma região contralateral e de segmentos ósseos fixados com uma placa de reconstrução
do sistema 2.0 mm, tipo locking e parafusos bicorticais.
Descritores: Cirurgia bucal, fraturas mandibulares, mandíbula, técnicas de fixação da
arcada osseodentária.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Reabilitação de fratura complexa de mandíbula atrófica com placa tipo locking – relato de caso"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close