,

Prevalência do padrão facial em crianças com rinite alérgica persistente


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Vol. 13 – Número 51 – 2020

Artigo Original

Página 90-97
Prevalência do padrão facial em crianças com rinite alérgica persistente

Carlos Alberto de Carvalho¹
Dalmir José Signori²
Nelson Augusto Rosário Filho³

Resumo
Há evidências de que a morfologia facial é alterada pela obstrução nasal, especialmente, quando presente durante o crescimento e desenvolvimento infantil. O desequilíbrio funcional pode comprometer os resultados dos tratamentos ortodônticos e/ou ortopédicos funcionais O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência do Padrão de Crescimento Facial em indivíduos portadores de rinite alérgica persistente na idade entre 6 e 12 anos, por ser essa enfermidade a causa principal de obstrução nasal e respiração bucal de suplência. A amostra contou com 66 meninos e 34 meninas, avaliadas e diagnosticadas segundo os parâmetros de sinais e sintomas propostos por Meltzer, adaptados e validados para diagnóstico de rinite alérgica persistente e teste cutâneo de hipersensibilidade, encaminhados para realizar fotografias faciais e telerradiografia para determinar o Padrão facial e medida do espaço aéreo superior e inferior. Os resultados mostraram uma prevalência do Padrão II (46) seguido do Padrão I (35) Padrão III (7) Padrão Face Curta (6) e Padrão Face Longa (6). A rinite moderada/grave esteve presente na maioria dos indivíduos do Padrão II e em todos do Padrão Face Longa. A maioria dos indivíduos (66) apresentaram dimensões diminuídas da nasofaringe. As dimensões diminuídas da bucofaringe estiveram mais presentes nos indivíduos do Padrão II. Os indivíduos Padrão II foram os mais prevalentes. A maioria dos Indivíduos Padrão II apresentou rinite moderada/grave, as dimensões diminuídas da bucofaringe estiveram mais presentes nos Indivíduos Padrão II. As características faciais e a função respiratória não devem ser negligenciadas no diagnóstico e no plano de tratamento.

Descritores: Crescimento facial, padrão facial, respiração bucal, rinite alérgica.

¹ Especialista em Ortodontia – Ortodontia – PROFIS – USP, Professor da Faculdade de Tecnologia – IPPEO e IBPO.
² Doutorado em Ortodontia – SL Mandic, Professor e Coordenador do Curso de Especialização em Ortodontia, Fundador e Diretor geral – Faculdade de Tecnologia IPPEO.
³ Doutorado em Saúde da Criança e do Adolescente – Unicamp, Especialista em Alergia Clínica – State University of New York, Professor titular – UFPR.

Categorias: ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Prevalência do padrão facial em crianças com rinite alérgica persistente"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close