,

Elásticos intermaxilares e bráquetes autoligáveis passivos no tratamento da Classe II dentoalveolar: uma relação sinérgica


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Vol. 13 – Número 51 – 2020

Relato de caso

Página 32-40
Elásticos intermaxilares e bráquetes autoligáveis passivos no tratamento da Classe II dentoalveolar: uma relação sinérgica

Weber Ursi¹
Murilo Matias²

Resumo
A má oclusão de Classe II caracteriza-se por um desequilíbrio no sentido anteroposterior dos arcos dentários. Essa discrepância maxilomandibular desencadeia problemas estéticos e funcionais, justificando o grande número de pacientes que apresentam essa má oclusão nos consultórios de todo o mundo. Este caso clínico apresenta o tratamento ortodôntico compensatório de um paciente em crescimento, portador de má oclusão de Classe II com retrognatismo mandibular e sobremordida aumentada. Elásticos intermaxilares de Classe II foram utilizados na mecânica com bráquetes do sistema autoligável Damon para a correção sagital. Os resultados do tratamento mostraram uma melhora no corredor bucal dada pelos torques adequados dos dentes posteriores, manutenção dos planos verticais e crescimento facial significativo durante o período do tratamento ortodôntico. No aspecto dentário, foram corrigidas as inclinações vestíbulo-linguais dos incisivos superiores e os incisivos inferiores mantiveram sua posição inicial.

Descritores: Ortodontia, bráquetes ortodônticos, fios ortodônticos.

¹ Mestre e Doutor em Ortodontia – FOB/USP, Professor Livre Docente – Departamento de Odontologia Social e Clínica infantil – ICT/UNESP.
² Mestre e Doutor em Ortodontia – FOB/USP, Professor de Graduação e Pós-Graduação (Mestrado Profissional em Ortodontia) – UNG.

Categorias: ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Elásticos intermaxilares e bráquetes autoligáveis passivos no tratamento da Classe II dentoalveolar: uma relação sinérgica"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close