, ,

Comparação entre enxerto gengival livre e retalho reposicionado apical modificado para ganho de mucosa ceratinizada – relato de caso


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Resumo
A quantidade adequada de gengiva inserida ao redor dos dentes é de extrema importância para a proteção e manutenção da saúde gengival. Na ausência de largura adequada de
gengiva inserida, o enxerto gengival livre (EGL) é a técnica padrão ouro para este fim. Entretanto, o EGL necessita de duas áreas cirúrgicas, o que ocasiona maior incômodo ao paciente
no pós-operatório. Uma alternativa, quando há uma faixa mínima de gengiva inserida, é o
retalho reposicionado apical modificado (MARF), que apresenta apenas uma área cirúrgica e é
uma técnica fácil, o que acelera o tempo transcirúrgico e diminui o desconforto pós-cirúrgico
do paciente. Este artigo relata um caso clínico, no qual em um lado foi empregada a técnica
de enxerto gengival livre no dente 45 e, no lado contralateral, a técnica de MARF no dente 34
a fim de aumentar a faixa de gengiva inserida. Após dez meses de controle pós-operatório,
observou-se aumento satisfatório de mucosa ceratinizada em ambos os lados, 4 mm no dente
45 e 4 mm no dente 34, e aparência estética aceitável, o que favorecerá a higienização bucal
e a saúde periodontal, já que são áreas adjacentes à prótese parcial removível. Concluiu-se
que o MARF é uma alternativa satisfatória ao EGL, entretanto, esta técnica necessita de 1 mm
de gengiva inserida e não aumenta a espessura gengival. Na ausência completa de gengiva
inserida, o EGL é ainda a técnica de eleição para obter melhores resultados.
Descritores: Gengiva, transplantes, prótese dentária.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Comparação entre enxerto gengival livre e retalho reposicionado apical modificado para ganho de mucosa ceratinizada – relato de caso"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close