, ,

Citotoxicidade de enxaguatório bucal em células fibroblásticas: avaliação de diferentes tempos


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Este artigo tem por objetivo analisar a citotoxicidade de enxaguatório bucal em diferentes períodos
de tempo. Avaliou-se o enxaguatório bucal (Cepacol Tradicional, Sanofi-Aventis, Suzano,
Brasil) em diferentes tempos: 1, 15, 30, 45, 60 e 120 segundos quanto seu efeito citotóxico em
fibroblastos gengivais L929. Utilizou-se 3 grupos controle: positivo (C+) detergente celular Tween
80, negativo (C-) PBS, e controle de célula (CC) em que as células não foram expostas a nenhum
material. O ensaio de citotoxicidade foi realizado utilizando cultura celular de fibroblasto de camundongo
(L929). Após contato do enxaguatório com as células, as mesmas foram colocadas em
contato com o corante vital vermelho neutro utilizando-se a técnica dyeuptake. Os valores da quantidade
de células viáveis foram submetidos à análise de variância (ANOVA) para determinar se havia
diferenças estatísticas entre os grupos, e posteriormente ao teste de Tukey (p<0.05).
Os resultados demonstraram que o enxaguatório apresentou citotoxicidade em todos os
tempos avaliados. Essa citotoxicidade foi diretamente proporcional ao tempo de exposição à
cultura de células. Houve diferença estatisticamente significante entre os grupos CC (Controle
de células) e o grupo C (Cepacol) em todos os tempos avaliados (P<0.05). Concluindo que o
enxaguatório Cepacol Tradicional foi citotóxico em todos os períodos de tempo avaliados.
Descritores: Citotoxicidade, enxaguatórios bucais, cultura de células

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Citotoxicidade de enxaguatório bucal em células fibroblásticas: avaliação de diferentes tempos"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close