, ,

Avaliação in vitro da degradação da força gerada por cadeias elastoméricas ortodônticas sintéticas


R$56,00

  Perguntas e Respostas

O objetivo fora avaliar os perfis de redução de força de cadeias elastoméricas sintéticas de quatro marcas comerciais (Morelli, Tecnident, Orthosource e 3M-Unitek) e verificar se há diferenças entre as cores cinza e transparente em função do tempo de estiramento.
Os matérias e métodos utilizados foram dez amostras (de cinco elos cada) de cada uma das quatro marcas foram aleatoriamente selecionadas. As cadeias elastoméricas foram mantidas a um estiramento constante de 20mm, imersas em saliva artificial e mantidas a uma temperatura constante de 37ºC. A medição da quantidade de força foi feita inicialmente e após: 1, 7, 14, 21 e 28 dias, com os valores sendo aferidos por dispositivo digital. As amostras se mostraram heterogêneas em relação à força gerada inicialmente, embora todos os grupos tenham apresentado uma maior degradação na quantidade de força nas primeiras 24 horas com uma perda que variou de 33,82 a 56,62% enquanto a perda total em 28 dias orbitou entre 41,15 (Unitek transparente) e 78,35 (Orthosource transparente). A diferença das cores cinza e transparente não se demonstrou consistente nos tempos observados para as amostras da Morelli e Orthosource, enquanto que as cadeias transparentes da Unitek e as cinzas da Tecnident apresentaram níveis de força estatisticamente superiores à cinza e transparentes, respectivamente. Conclui-se que todas as marcas avaliadas apresentaram significativa degradação de força em função do tempo, sendo que as marcas 3M-Unitek e Morelli apresentaram menor perda de força, enquanto que as marcas Orthosource e Tecnident apresentaram maior perda.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Avaliação in vitro da degradação da força gerada por cadeias elastoméricas ortodônticas sintéticas"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close