, ,

Avaliação da estabilidade primária de implantes curtos e convencionais instalados em ossos de diferentes densidades


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Vol. 10 – Número 38 – 2019 CADERNO DE IMPLANTODONTIA Artigo original / Original article Página 69-75 Avaliação da estabilidade primária de implantes curtos e convencionais instalados em ossos de diferentes densidades Evaluation of primary stability of short and conventional implants in bones with different densities Marco Antônio da Costa Borges1 Rogério Margonar2 Daniela Oliveira Marques3 Indira Moraes Gomes Cavalcanti4 Guilherme José Pimentel Lopes de Oliveira5 Thallita Pereira Queiroz6 Resumo Objetivo deste estudo foi avaliar a estabilidade primária de implantes curtos e convencionais instalados em ossos com densidades tipo I e tipo IV de origem sintética e natural. Implantes nos tamanhos (Diamêtro x Comprimento) 3,75 x 13 mm, 3,75 x 10 mm, 4,3 x 5,5 mm e 5 x 5,5 mm foram instalados em blocos ósseos seguindo uma sequência de fresagens e avaliados o torque de inserção e o coeficiente de estabilidade primária (CE) através da análise da frequência de ressonância (AFR). Os resultados mostraram que implantes de diferentes tamanhos e ossos de diferentes densidades e origens influenciam tanto nos valores de torque de inserção quanto de AFR (p<0.05). Todos os implantes instalados nos ossos tipo IV apresentaram menores torques de inserção e menores CE (p<0.05) comparados aos instalados nos ossos tipo I, e implantes curtos apresentaram maiores torques que os convencionais intalados o osso tipo I. Assim, a utilização de implantes curtos pode ser uma alternativa viável de tratamento, principalmente em sítios ósseos com maiores densidades. Descritores: Implantes dentários, densidade óssea, torque. Abstract The aim of this study was to assess the primary stability of short and conventional implants placed in bone with type I and type IV densities of synthetic or natural origin. Implants (D x C) of 3.75 x 13 mm, 3.75 x 10 mm, 4.3 x 5.5 mm, and 5 x 5.5 mm were placed in bone blocks following a drilling sequence and assessment of insertion torque and primary stability coefficient (SC) through resonance frequency analysis (RFA). The results showed that implants of different sizes and bones of different densities and origins influence both insertion torque and RFA values (p <0.05). All implants placed in type IV bones presented lower insertion torques and lower SC (p <0.05) compared to those placed in type I bones, and short implants presented higher torques than conventional implants in type I bone. So the use of short implants may be a viable treatment alternative, mainly in bone areas with higher densities. Descriptors: Dental Implants, bone density, torque. 1 Esp. em Implantodontia – ABO Uberaba, Me. em Odontologia, Área de Implantodontia – UNIARA, Implantodontista e Me. 2 Esp. em Implantodontia e Periodontia, Me. e Dr. em Odontologia – UNESP, Prof. das Disciplinas de Periodontia I e II e Coord. do Mestrado em Ciências Odontológicas – UNIARA. 3 Me. em Odontologia, Área de Implantodontia – UNIARA. 4 Me. e Dra em Clínica Odontológica, Prótese Dental – FOP/UNICAMP, Me. e Dra. em Clínica Odontológica – Mores Smiles Wisconsin, Madison, WI/USA. 5 Esp. em Periodontia, Me. e Dr. em Odontologia – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Professor Assistente de Periodontia e Implantodontia – Universidade Federal de Uberlândia. 6 Esp., Me. e Dra. em Odontologia, Área de CTBMF – UNESP, Profa. Dra. da Graduação (Cirurgia I e II) e do Mestrado em Implantodontia – UNIARA.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Avaliação da estabilidade primária de implantes curtos e convencionais instalados em ossos de diferentes densidades"

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close