, ,

Análise de falhas adesivas à zircônia sob diferentes tratamentos de superfície após ensaio de microtração.


R$56,00

  Perguntas e Respostas

Considerando a importância do procedimento de cimentação
adesiva para as restaurações indiretas, o
propósito desse estudo foi analisar o tipo de falha
ocorrida sob diferentes tratamentos de superfície
e após ensaio de microtração entre dois substratos
(zircônia Y-TZP e resina composta). Assim, 16 blocos
(12mm X 12mm X 4mm) de uma zircônia completamente
sinterizada foram polidos e divididos em 04
grupos de acordo com o tratamento de superfície a
ser realizado sobre a zircônia: jateamento (G1), jateamento
+ “primer universal” (G2), “primer universal”
(G3), e NaOH + “primer universal” (G4), previamente
ao procedimento de cimentação. Os blocos de zircônia
foram cimentados aos blocos de resina composta
(12mm X 12mm X 4mm) previamente confeccionados
e fotopolimerizados para em seguida serem cortados
sob abundante refrigeração a fim de produzir secções
de 0,8mm X 0,8mm X 8mm. Os “palitos” obtidos foram
ensaiados em máquina universal de ensaios para
detectar o tipo de falha ocorrida, que foi classificada
em adesiva, coesiva ou mista. Os resultados evidenciaram
uma maior percentagem de falhas mistas para os
grupos G2 e G4 (65,2% e 67,3%, respectivamente),
enquanto que o G3 apresentou maior percentagem de
falhas adesivas (75,6%). Concluiu-se que o tratamento
de superfície com jateamento com óxido de alumínio
sobre a superfície da zircônia (G1) não é recomendado
para a zircônia do tipo Y-TZP.
Descritores: Falhas, zircônia, tratamento de superfície.

Categorias: , ,

Com base em 0 avaliações

0.0 geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar "Análise de falhas adesivas à zircônia sob diferentes tratamentos de superfície após ensaio de microtração."

Ainda não há avaliações.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

CARRINHO DE COMPRAS

close